Headlines

Posted by XICO DE PAULA | terça-feira, 22 de julho de 2014 | Posted in


A OAB quer saber toda verdade sôbre a possível farra gastronômica do Legislativo

Posted by XICO DE PAULA | | Posted in


O edital da Câmara Municipal de Vereadores relativo ao processo homologando a licitação na modalidade pregão presencial, sobre a contratação de empresa para prestação de serviços de Buffet, nos festejos da cidade foi amplamente comentada em Macaé. A mídia digital e centenas de internautas indignados com a proposta, não pouparam o LM com severas críticas, onde obtiveram uma série de aplausos por toda Macaé. Sobre a notícia o blog da "Gazeta do Litoral", registrou um acesso de 11.876 internautas entre os dias 19 e 20 de julho.

Em resposta  as ponderações das redes sociais, a assessoria de comunicação do Legislativo emitiu nota em que o "todo poderoso" presidente Eduardo Cardoso, classificou os comentários de “distorção dos fatos” e que “a contratação do serviço não é destinada especificamente à celebração de 201 anos de Macaé".

Pelo que se tem notícias as ponderações do presidente da Casa do Povo, não convenceram,  razão porque o Legislativo de Macaé que vem imprimindo uma série de mazelas administrativas e de ordem financeira nestes últimos anos, perdeu por completo sua credibilidade perante a opinião pública.

Ontem quase no final do expediente na Câmara de Vereadores, o presidente da 15ª Subseção da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-Macaé), François Pimentel, compareceu pessoalmente na secretaria do LM e  protocolou um ofício pedindo esclarecimentos a respeito do processo administrativo realizado pelo Legislativo para contratação de uma  empresa para prestação de serviços de Buffet. 

Segundo Dr. François Pimentel a “OAB possui papel constitucional importante na defesa da sociedade e, por isso, queremos analisar primeiramente todo o processo administrativo para depois, se for o caso, tomarmos as providências cabíveis".




O todo poderoso Presidente Eduardo Cardoso do LM,  em nota oficial 
explicou, mas não convenceu.



Dr François Pimentel da OAB-Macaé,
ao vivo e cores na Câmara Municipal de Macaé

Festa da cidade: Macaé prepara as comemorações dos 201 anos

Posted by XICO DE PAULA | | Posted in


É intenso o ritmo de trabalho em Macaé por conta das comemorações do aniversário da cidade, no próximo dia 29. No Parque de Exposições Latiff Mussi Rocha, homens e máquinas preparam as estruturas para a XXXV Exposição Agropecuária. Dentro do parque, os canteiros recebem poda e capina; os prédios estão pintados nas cores do município: azul e branco do município; os stands dos animais estão pintados e recebendo limpeza geral; os restaurantes estão sendo montados; e os espaços para os expositores de várias partes do país, que vão participar da festa, estão preparados.


Toda a parte hidráulica e elétrica passa por vistoria e recebe pequenos reparos. A Empresa Pública Municipal de Saneamento (Esane) concluiu 850 metros da rede de tratamento de esgoto, com o objetivo de evitar a presença dos caminhões limpa-fossas durante o evento.

A Esane informa que a rede de esgoto do parque tem capacidade de tratar dois litros de efluente por segundo, um total de 172 mil litros por dia. O esgoto coletado será enviado para Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) do Barreto. A rede liga todos os banheiros e cozinhas que serão utilizados durante a festa. Foram construídas seis caixas de gordura para atender a demanda dos restaurantes, que devem servir cerca de 500 refeições cada, totalizando três mil por dia.

Para a realização dos shows artísticos, a Prefeitura está preparando a área externa do Centro de Convenções, montando barracas e palcos. No setor interno são o trabalho é na montagem dos stands comerciais.

Além das apresentações de artistas locais e nacionais, a Expo 2014 contará com leilão de gado, rodeio, mini-fazenda, tenda cultural e conexão à internet liberada. Os shows acontecem sempre a partir de 23h30 e começam no dia 25 (sexta-feira) com a apresentação do cantor gospel Thalles Roberto.

Relação de shows:

Dia 25 - sexta-feira - Thalles Roberto

Dia 26 - sábado - Claudia Leitte

Dia 27 - domingo - Capital Inicial

Dia 28 - segunda-feira - Zezé Di Camargo & Luciano

Dia 29 - terça-feira - quatro bandas locais

Macaé, um corpo forte que ainda não morreu de inanição

Posted by XICO DE PAULA | segunda-feira, 21 de julho de 2014 | Posted in




Macaé só não está pior porque, apesar de tanta roubalheira do erário público, ainda sobra um naco para se manter o feijão com arroz, ou seja, tem tanta saúde que o câncer (ainda) não a matou de vez! Eu não disse que teríamos de criar alternativas à forma da economia do mundo moderno e civilizado, nem tampouco critico necessariamente a forma de governo, os sindicatos, as organizações reguladoras, as instituições governamentais e as estatais - mas sim a incompetência e as más intenções das muitas pessoas por trás deles -, porquanto há diversos países que não possuem as riquezas do Brasil, alguns até com pontas de socialismo, mas que devido à sua organização e consciência moral de seu povo a vida é equilibrada e progressiva.


Macaé infelizmente se tornou sim uma cidade de subempregos, e é esta a razão pela qual somos mal atendidos no comércio, por caras amarradas e recalcadas que vieram para cá sonhando com as empresas offshore, mas que devido à falta de qualificação foram parar em balcões, sem esperanças de passarem dos limites de seus baixos salários, ou então se tornaram soldados do tráfico, ou se aliaram de uma forma ou de outra ao crime organizado. As favelas em Macaé - que a esperteza dos políticos do Rio fizeram com que seus moradores acreditassem ser "comunidades", neste eufemismo maquiavélico -, estão se multiplicando, estão criando enormes bolsões de miséria em torno da cidade, estão engolindo território e tirando o sono dos cidadãos com seus efeitos colaterais, com os assaltos e os assassinatos diários e intermináveis, fatos que são muito bem ocultos por toda a imprensa local.



Hoje temos uma média de 35 assaltos diários à luz do dia ocorrendo em diversos pontos, nem mesmo a serra está à salvo, porque até lá já tem comando do tráfico, e há ainda as "favelas dentro de favelas" que são lugares de extrema pobreza e imundície que também estão ocultos do grande público, lugares absolutamente sem lei aqui em Macaé onde ocorrem estupros e crimes hediondos até contra crianças, praticados por verdadeiros animais, toda esta realidade devidamente preservada por debaixo do tapete para que ninguém tenha a mínima noção do que é de fato esta cidade. São empresários manipuladores, bancadores de campanha, comando da Polícia Militar, OAB, Polícia Federal, Assessores de Governo, Vereadores, Prefeitos, entre outros interessados em ir empurrando tudo isso com a barriga, cada um com o seu rabo preso no outro, e cada um de seus integrantes indo religiosamente ao seu culto ou a sua missa aos finais de semana. O nome disso é hipocrisia, é fraqueza de espírito, é egoísmo, é falta de patriotismo, de bom senso e tudo o mais de podre que se possa encontrar em uma das maiores pilhas de lixo à beira mar que há neste país.

Texto escrito por Alberto Murteira
Transcrito das redes sociais.

Arte e memória chegam com carinho no tradicional bairro de Imbetiba

Posted by XICO DE PAULA | domingo, 20 de julho de 2014 | Posted in


Tradicional bairro de Imbetiba, ganhou neste domingo (20) um presentaço do artista Marlon Muk, figura de renome e reconhecido por uma legião de moradores nativos da cidade como o mago da arte de gravitar.  Marlon com aquele seu estilo único de retratar paisagens e pessoas conhecidas de Macaé, retratou com ternura e habilidade a figura de dona Alba Corral, saudosa ambientalista e que durante a década de 60, dirigiu a  indústria de malhas Bariloche. 

Outro nome que ganhou merecido destaque no novo painel do Marlon Muk, foi ex ferroviário Altino para os familiares e Dandão para centenas de ferroviários. O Dandão, morou por muitos anos na Vila Operária em Imbetiba, criou e encaminhou os filhos. Para  que quem não sabe, Dandão foi em vida um lutador. Foi uma figura ética e que durante muitos anos defendeu a classe ferroviária de Macaé, com amor  e determinação na qualidade de primeiro gestor do sindicato dos ferroviários em Macaé. 

O magnifico painel do renomado Marlon Muk, a partir de hoje, vai ornamentar e sem dúvida alguma, despertará muitas admirações alí na Avenida Jesuítas, bem pertinho onde residiu por muitos anos o combativo e saudoso Dandão. São dois registros da mais pura arte em gravite, que certamente contribuirá  o máximo para que nomes queridos de Macaé, não ficam esquecidos. 


Marlon exibe com com carinho
 a foto do saudoso Dandão. 
As fotos que ilustram este texto, foram cedidas por Marcelo Imbetiba, que também exerceu um importante papel em convidar o grafiteiro Marlon a criar o painel que retratou os saudosos Alba e Dandão.

Posted by XICO DE PAULA | | Posted in

Hoje em trajeto à casa da mamãe , deparei com Marlon Muk na arte do grafite na Avenida dos Jesuítas , Imbetiba, e pasmem, grafitava D. Alba Corral e Sr. Aldino conhecido por todos como Dandão. D. Alba com sua família gerenciou a Bariloche (fábrica de malhas de Macaé na década de 60). Foi vereadora, coordenadora da Agenda 21, Secretária de Promoção Social e muito religiosa. Sr. Dandão foi um dos grandes militantes sindicais na luta de classe dos trabalhadores ferroviários na década de 60. Liderou o primeiro sindicato de Macaé com os trabalhadores da ferrovia que até hoje é exemplo de organização para o município. E no ano de 2003, contagiou centenas de pessoas pois desfilou na noite da Beleza Negra,no Tênis Clube - sede social, pelo Sindicato dos Petroleiros Norte Fluminense- Sindipetro-NF, promoção do Departamento de Cultura desta entidade. Sua família reside até hoje na Imbetiba e uma das filhas estava em uma cadeira sentada apreciando a pintura, lindo.... Fiquei muito feliz em rever Muck e por ele deixar sua expressão artística no muro próximo a Escola Estadual Irene Meireles , em que estudei e no bairro que vivi a minha infância, brincando de pique, de queimado , andando de bicicleta nas tardes de domingo. Haverá um mutirão amanhã para reparos no muro da escola e no período de 26 a 29, a escola Irene Meirelles será palco da arte em toda extensão do muro como o Luiz Reid em 2013. Contemple o belo... Parabéns Muck, sua arte enche Macaé de CULTURA.

Tradicional bairro de Imbetiba, ganhou neste domingo (20) um presentaço do artista Marlon Muk, figura de renome e conhecida por uma legião de moradores nativos da cidade como o mago da arte de gravitar.  Marlon com aquele seu estilo único de retratar figuras e pessoas conhecidas de Macaé por toda Macaé, retratou com total habilidade a figura de dona Alba Corral, saudosa ambientalistas e que durante a década 59 dirigiu a fábrica Bariloche. 

Outro nome que ganhou merecido destaque no novo painel do Marlon Muk, foi ex ferroviário Altino para os familiares e Dandão para centenas de famílias de ferroviários. O Dandão, morou por muitos anos na Vila Operária em Imbetiba, criou e caminhou os filhos. Para  que não sabe, Dandão foi em vida um lutador. Foi uma figura ética e que durante muitos anos defendeu a classe ferroviária de Macaé, com amor  e determinação na qualidade de primeiro gestor do sindicato dos ferroviários em Macaé. 

O magnifico trabalho do renomado Marlon Muk, a partir de hoje, vai ornamentar e sem dúvida alguma, despertará muitas admirações alí na Avenida Jesuítas, bem pertinho onde residiu por muitos anos o combativo e saudoso Dandão. São dois registros da mais pura em gravite, que certamente contribuirá  o máximo para que nomes queridos de Macaé, não ficam esquecidos.

Economia ao Norte do RJ: Campos no corredor da riqueza

Posted by XICO DE PAULA | | Posted in


Pesquisa da consultoria Urban Systems para a revista “Exame”, aponta as cidades brasileiras que formam corredores de riquezas e não param de crescer. Elas são chamadas por especialistas de eixos de desenvolvimento econômico, uma área formada por cidades, cujas economias progridem e se reforçam mutuamente, fazendo a região crescer rapidamente. De acordo com o estudo da consultoria, nas últimas décadas, dez eixos se formaram no Brasil, entre eles, o corredor Rio de Janeiro-Campos, alimentado, principalmente, pela indústria do petróleo. O levantamento da Urban Systems assegura que o PIB do eixo Campos-Rio é de R$ 339 bilhões, com crescimento médio, no período 2007-2014, de 10%, e uma população de 8,9 milhões, perdendo para o eixo São Paulo-Campinas, com um PIB de R$ 728 bilhões, população de 13,7 milhões, porém com uma taxa de crescimento menor, 9,6%, no mesmo período.

Para corroborar com a pesquisa, enquanto o fantasma do desemprego e a ameaça da recessão rodam várias regiões do país, o eixo Campos-Rio registrou resultado positivo na criação de novos postos de trabalho em junho deste ano. Segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do ministério do Trabalho, o saldo foi de mais de cinco mil empregos com carteira assinada.

Em matéria de desenvolvimento, ordenado ou não, Campos, Macaé e São João da Barra não têm o que reclamar. No eixo formado por Campos e São João da Barra, o Porto do Açu é a principal âncora. Nos canteiros de obras, estão sendo gerados 9,5 mil empregos.  O empreendimento da Prumo Logística, que já consumiu  mais de R$ 6 bilhões em investimentos, foi planejado para escoar minério de ferro, mas teve que alterar substancialmente seu planejamento por conta da proximidade com os campos da Bacia de Campos e do pré-sal.  A área industrial está se preparando para atender a indústria do petróleo. Das 11 empresas que estão se instalando no Açu, nove são ligadas ao setor de petróleo.

Enquanto não decola, o Complexo Logístico e Industrial Farol-Barra do Furado, também mira na extração do ouro negro. Esta semana a prefeita de Campos, Rosinha Garotinho conseguiu, através da secretaria nacional dos Portos, R$ 343 milhões para serem investidos em obras de infraestrutura do empreendimento.

Petróleo e gás atraem mais investimento

O crescimento da região também foi detectado pelo presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Luciano Coutinho.

Em uma apresentação durante o Rio Conferences, ele afirmou que o setor de petróleo, gás e o pré-sal fazem com que o Estado do Rio apresente perspectiva diferenciada em comparação com outros estados, como região com maior possibilidade de crescimento e atração de investimentos. “O Rio tem todas as condições de projetar no futuro muito alvissareiro de progresso e desenvolvimento, como em poucas oportunidades essa perspectiva se manifestou de maneira positiva. Toda  a região toda litoral vai ter oportunidade de desenvolver grandes complexos portuários, logísticos e de produção de equipamento. Há uma oportunidade real a ser capturada pelo Estado do Rio”, destacou Coutinho.

Grandes empresas chegam à cidade

Graças aos milionários empreendimentos que chegam à região Norte fluminense,   Campos passa por surto de desenvolvimento nunca visto em sua história, nem nos áureos tempos da indústria do açucar. Com tantos prédios  em construção, a cidade cresceu para cima. Um setor que não viu sinal de crise, foi o da construção civil.

Por conta do seu lugar de destaque no desenvolvimento regional, várias empresas de serviços começam a aportar na cidade, de olho nos trabalhadores do Porto do Açu e de outros empreendimentos. São empresas de hotelaria, urbanismo, construção civil, supermercados, shopping e lojas chegando à cidade, oferecendo empregos e aumentado a renda per capita do município.

Até o outrora pacato e silencioso Aeroporto Bartolomeu Lisandro está acompanhando o desenvolvimento do município. Nos últimos quatro meses, o terminal teve um aumento de 31% relação ao mesmo período de 2013, em número de passageiros, e de 22% em pousos e decolagens.

A empresa Azul, que opera no aeroporto, prometeu aumentar o número de voos entre Campos e Rio, após reunião realizada com autoridades municipais,  quando a prefeitura apresentou um estudo sobre o aumento da demanda do transporte aéreo da região. Atenta a esse detalhe, a voadora já pediu autorização à Anac para operar um voo para o Aeroporto de Vracopos, em  Campinas. Campos ligada a São Paulo. Quem diria. 

TRE anuncia que candidatos ao governo do Estado estão liberados

Posted by XICO DE PAULA | | Posted in



Mesmo com multas para alguns candidatos, o Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro (TRE-RJ) e a Procuradoria Regional Eleitoral (PRE) informaram que não há nenhum pedido de impugnação para os candidatos ao Governo do Estado. Na última semana, a PRE divulgou listagem com 35 pedidos de impugnação de candidatos a deputado estadual, federal e senador. Os pedidos serão julgados pelo TRE-RJ até o dia 21 de agosto.

De acordo com a assessoria do TRE-RJ, não houve impugnações ajuizadas contra candidatos ao governo do Estado. Em nota, foi informado que: “Todos os pedidos de registro de candidatura (juntamente com as impugnações) ainda estão sendo analisados e serão julgados pelo TRE-RJ, podendo ser deferidos ou não (o que definirá se cada candidato estará apto ou não)”.

Já a assessoria da PRE, o prazo para o órgão impugnar os candidatos terminou no domingo passado. “A lista de impugnados foi divulgada por nós na segunda-feira. O prazo para impugnarmos terminou domingo passado. Foram ao todo 35 (todos com base na Lei da Ficha Limpa) e hoje (na última sexta-feira) vamos divulgar mais uma, mas de uma candidata não tão conhecida a deputada estadual. Ela só foi impugnada depois, pois o TRE divulgou um edital no dia 14 com lista extra de candidaturas avulsas (feitas pelo próprio candidato, não pelo partido). Lembro que partidos políticos, coligações e candidatos também podem solicitar impugnações, tanto que o TRE já divulgou que recebeu 49 pedidos (mas desses, só 35 - agora 36, foram da PRE/RJ)”, informou a assessoria.

Sete candidatos — O cenário político formado para as eleições ao Governo do Estado está formado por sete candidatos. São eles: o deputado federal Anthony Garotinho, candidato do PR; o senador Lindberg Farias, lançado pelo PT; o governador do Rio, Luiz Fernando Pezão (PMDB); o senador Marcelo Crivella, candidato do PRB; a professora Dayse Oliveira, do PSTU; o candidato do PCB, Ney Nunes; e o professor Tarcísio Motta, do PSOL.

Pendurados na Justiça —Apesar do sinal verde da Justiça Eleitoral, segundo informações do jornal O Globo, dos quatro principais candidatos ao governo do Rio, dois — o deputado federal Anthony Garotinho e o governador Luiz Fernando Pezão — respondem, no total, a 12 processos na Justiça, oito deles por improbidade administrativa. O senador Lindbergh Farias  e Garotinho têm seus nomes atrelados a 19 inquéritos no Supremo Tribunal Federal (STF), sendo dez do petista e nove do deputado do PR. O senador Marcelo Crivella, ex-ministro da Pesca, é o único sem processos ou inquéritos em tramitação: as cinco acusações propostas pe-lo Ministério Público Federal (MPF) foram arquivadas. Os três com pendências já chefiaram o Executivo.


Foram 20 candidaturas a deputado estadual, 14 a deputado federal e uma a senador. A lista com as candidaturas impugnadas conta com a ex-prefeita de São João da Barra, Carla Machado (PT) e o ex-prefeito de Campos, Arnaldo Vianna (PDT).

De acordo com a PRE, ambos tiveram contas irregulares no Tribunal de Contas do Estado (TCE). Porém, tanto Carla como Arnaldo podem seguir com suas campanhas normalmente enquanto recorrem e seus nomes serão inseridos nas urnas. O ex-prefeito de Macaé, Riverton Mussi (PMDB), e Marquinhos Mendes (PMDB), ex-prefeito de Cabo Frio, também estão na lista.

Já o TRE-RJ recebeu, até o momento, 49 impugnações de registro contra 41 candidatos — 35 propostas pelo Ministério Público Eleitoral (MPE) e 14 de iniciativa de candidato ou partido. Todos os pedidos serão julgados até o dia 21 de agosto, inclusive os que foram alvo de questionamento (impugnação) pelo Ministério Público, candidato e partido.

Eleições 2014: Pezão e Christino participam de caminhada em Piraí

Posted by XICO DE PAULA | sábado, 19 de julho de 2014 | Posted in


O Governador Luiz Fernando Pezão e o deputado estadual Christino Áureo, (foto) ambos candidatos a reeleição, participaram hoje (19) uma grande caminhada em Piraí, no Médio Paraíba. O evento reuniu 52 prefeitos de todo Estado, o candidato à vice, Francisco Dornelles, o candidato ao senado, Cesar Maia, a primeira dama, Maria Lúciae outras lideranças.


- Aqui tive o prazer de trabalhar com o então prefeito Pezão e juntos conseguimos atrair inúmeras empresas gerando centenas de empregos para Piraí. Considerado o melhor prefeito do Estado, na época Pezão já mostrou ser um gestor competente trazendo programas inovadores como o Piraí Digital, que disponibiliza acesso a internet gratuita para a população.

Na ocasião, Pezão ressaltou a parceria que o Estado tem com os 92 municípios. 


- A vida acontece nas cidades, temos que ajudar as cidades porque vai diminuir os problemas para o governo do Estado. Eu preciso de cada um de vocês nas ruas, defendendo este governo que tem muitas qualidades e transformou a vida da população do Rio de Janeiro.

Lideranças destacaram ainda o trabalho do deputado Christino Áureo em prol do desenvolvimento da agricultura no município. O Programa Estradas da Produção, por exemplo, já recuperou aproximadamente 200 km de vias rurais beneficiando mais de 2.500 produtores e moradores de comunidades rurais. Para o deputado, a caminhada é marco de uma campanha vitoriosa.

- Essa caminhada demonstra o quanto o Pezão é reconhecido pela população da sua cidade natal e em todo Estado. Nas ruas as pessoas estão deixando claro que esse Governo promoveu a verdadeira mudança que o Rio de Janeiro tanto esperava. Junto com o ex-Governador Sérgio Cabral, Pezão enfrentou o problema da segurança pública, instalou UPAs 24h por todo estado, avançou na educação e está realizando obras de infra-estrutura fundamentais, como o arco Metropolitano, que estava há 40 anos no papel. No campo da Agricultura, não posso deixar de destacar que temos hoje uma estrutura como nunca se viu nos 80 anos de história da pasta. São cerca de 200 máquinas e equipamentos que já recuperaram mais de oito mil quilômetros de Estradas Rurais. A reestruturação da pecuária leiteira atraiu empresas e investimentos para o setor e a implantação de um programa reconhecido internacionalmente, o Rio Rural, que promove a agricultura sustentável, são iniciativas que estão mudando a vida de quem vive no interior – afirmou.

Neste fim de semana, o deputado participou ainda de eventos em Miracema, Itaocara e outros municípios.

Revista do Choro: Um lançamento especial para o mundo da música

Posted by XICO DE PAULA | | Posted in

Programa de domingo: Macaé promove o I Encontro Municipal de Colecionadores

Posted by XICO DE PAULA | | Posted in


Nesse domingo, 20, a partir das 9h a Praça Veríssimo de Souza no centro de Macaé vai se transformar num grande palco para o I Encontro Municipal de Colecionadores, que está sendo organizado pela Fundação Macaé de Cultura, através do Solar dos Mellos, e a Fundação de Esporte e Turismo- Fesportur.

A exposição vai contar com aproximadamente 30 modelos antigos de automóveis, mobilha, brinquedos e vários outros objetos de colecionadores do município. O encontro também servirá para inaugurar a revitalização dos quatro monumentos presentes na praça, como o chafariz que é considerado um patrimônio do município.

“O objetivo dessa exposição é reunir os colecionadores de Macaé e divulgar suas coleções, repassando a importância histórica e a memória que cada objeto traz” ressalta a vice-presidente de Acervo e Patrimônio Histórico da Fundação Macaé de Cultura, Gisele Muniz. Segundo ela, o encontro faz parte de uma série de eventos que a prefeitura está realizando esse ano em acordo com a temática ‘Museus: coleções criam conexões’ do Instituto Brasileiro de Museus- Ibram.

Sobre a promoção da valorização patrimonial do município, a vice-presidente também destaca a importância do projeto Lugares de Memória, onde são promovidos passeios históricos gratuitos para a população em locais dentro do Roteiro Histórico-Cultural e Turístico de Macaé, sempre no último domingo do mês. Para se inscrever na visita guiada, os interessados devem comparecer ao Solar dos Mellos, ou ligar antecipadamente para o museu, através dos contatos: (22) 2759-5049 ou 2763-2396.

Para o I Encontro Municipal de Colecionadores, a organização pede à população que doe 1 kg de qualquer alimento não perecível, a fim de beneficiar instituições carentes.

Posted by XICO DE PAULA | | Posted in

FESTA DA CIDADE:

FARRA GASTRONÔMICA DA
CÂMARA DE VEREADORES
 FICOU MAIS POBRE

"....Por incrível que pareça, mas 1 milhão 190 reais pela realização de um jantar, daria para recepcionar satisfatoriamente, onze mil e novecentos convidados, a base de 100 reais por pessoa. Tudo bem ao estilo do restaurante do Copacabana Palace, cujo cardápio apresenta como estrela de primeira grandeza, caviar e champanhe francesa".

Leia mais ...clik

Morre o escritor João Ubaldo Ribeiro

Posted by XICO DE PAULA | sexta-feira, 18 de julho de 2014 | Posted in

Morre o escritor João Ubaldo Ribeiro Arquivo/Arquivo

Autor de livros que buscaram reinterpretar o Brasil, seguindo a tradição de Jorge Amado, Graciliano Ramos e Guimarães Rosa, João Ubaldo Ribeiro o morreu na madrugada de ontem, aos 73 anos, em sua casa no Leblon, na zona sul do Rio, vítima de embolia pulmonar. Baiano radicado no Rio, ele ocupava, desde 1993, a cadeira 34 da Academia Brasileira de Letras. Enterro vai acontecer neste sábado no mausoléu da ABL.

Entre suas principais obras, que se tornaram clássicos da moderna literatura brasileira, estão os romances Sargento Getúlio (1971) e Viva o Povo Brasileiro (1984), pelos quais ganhou o Prêmio Jabuti. Diversas obras do autor foram traduzidas para idiomas como inglês, alemão, espanhol, francês e italiano.

Seus livros inspiraram adaptações para cinema, teatro e televisão. Sargento Getúlio virou um longa-metragem do diretor Hermano Penna, em 1983, com Lima Duarte no papel principal. O filme levou cinco Kikitos no Festival de Gramado. Uma versão para o teatro, produzida pela companhia baiana Teatro NU, esteve em cartaz em Porto Alegre em 2012 e em maio deste ano. O romance O Sorriso do Lagarto (1989) se tornou minissérie da Rede Globo em 1991, e  A Casa dos Budas Ditosos (1999), romance que conta as lembranças sexuais de uma idosa, foi representado por Fernanda Torres, em 2004 e em 2006, no Theatro São Pedro, em Porto Alegre. O escritor também assinou roteiros para produções no cinema e na televisão.

– Sou totalmente a favor do livro como objeto. Não acho que tão cedo o livro seja substituído. O livro eletrônico tem várias vantagens: por exemplo, você sair de férias e poder levar trezentos livros. Conheço gente que está saindo de férias levando quinhentos livros. Não vai ler nenhum – declarou, em 2011, em um evento literário em Curitiba.

João Ubaldo nasceu em Itaparica (BA), em uma casa com uma grande biblioteca, e começou a ler aos seis anos, por pressão do pai, que era professor e político. O primeiro livro que leu foi Dom Quixote, por causa das ilustrações. Monteiro Lobato também fez parte de sua formação. Começou a escrever na juventude, estreando com Setembro Não Tem Sentido (1968). Titulou-se em Direito, mas jamais exerceu a advocacia. Depois de uma temporada em Berlim, entre 1990 e 1991, radicou-se no Rio. Foi professor, jornalista, colunista e colaborador de veículos de comunicação do país e do Exterior.

Para o poeta Ferreira Gullar, João Ubaldo era “sem dúvida um dos mais importantes escritores brasileiros”:

– Fiquei surpreso porque, pelo que sabia, ele estava bem de saúde. Havia atravessado um período de dificuldade, mas se recuperado. Foi uma notícia chocante.

O escritor deixa a mulher, Berenice de Carvalho Batella Ribeiro, e dois filhos, Bento Ribeiro (ex-apresentador da MTV) e Francisca, além de outras duas filhas, Emília e Manuela, do casamento anterior com Mônica Maria Roters.

Festa da cidade: A farra gastronômica da Câmara de Vereadores ficou mais pobre

Posted by XICO DE PAULA | | Posted in



A Câmara Municipal de Macaé entra na contagem regressiva para a realização de sua tradicional Sessão Solene,  que todos os anos faz acontecer por ocasião festejos da cidade, dia 29 de julho.

Diferentemente do ano que passou o presidente e todo poderoso Eduardo Cardoso, colocou a mão na consciência e não vai oferecer um rico jantar aos convidados e aos agraciados que receberão o títulos de cidadania, mérito político e municipal. A Casa Legislativa oferecerá neste 29 de julho, uma recepção bem mais pobre. 

A farra gastronômica deste 29 de julho, ficará vergonhosamente em torno de R$ 1 milhão e 190 mil cruzeiros, quantia bem diferente daquela que o Legislativo de Macaé ganhou notoriedade no ano passado ao ver seu nome amplamente envolvido em grandes noticiários na mídia digital, dos teles jornais da Record, Globo e do jornal "Expresso Regional", que reportaram  uma série de absurdos que envolviam altas somas do cofres de LM. Na ocasião foram abordados o famigerado jantar para 400 convidados, oferecido após a Sessão Solene nos festejos da cidade,  saindo R$ 700 por pessoa. Na ocasião, a  população de Macaé ficou revoltada, depois que viu tais absurdos divulgados.

 Por incrível que pareça, mas por 1 milhão 190 mil reais pela realização de um jantar, daria para recepcionar satisfatoriamente, onze mil e novecentos convidados, a base de 100 reais por pessoa. Tudo bem ao estilo do restaurante do Copacabana Palace, cujo cardápio apresenta como estrela de primeira grandeza, caviar e champanhe francesa. 

Ficamos a imaginar como os gestores da coisa pública em Macaé, não colocam a mão na consciência e não apresentam um maior zelo pelo dinheiro do contribuinte, direcionando recomendáveis parcelas às comunidades carentes. 

(atualizado em 19/07 às 11:30)


Tardiamente, o todo poderoso presidente 
Eduardo Cardoso, antenou que dinheiro 
público é coisa séria. 

Datafolha no Rio: Garotinho e Crivella lideram

Posted by XICO DE PAULA | | Posted in


Se as eleições para o Palácio Guanabara fossem hoje, o segundo turno seria disputado entre o ex-governador Anthony Garotinho (PR/RJ) e o ex-ministro Marcelo Crivella, do PRB. É o que aponta pesquisa Datafolha, divulgada nesta quinta-feira. De acordo com o levantamento, ambos têm 24% das intenções de voto.


O levantamento também aponta que o atual governador, Luiz Fernando Pezão, do PMDB, ainda não decolou, assim como o senador Lindbergh Farias (PT/RJ). Pezão tem 14%, enquanto Lindbergh aparece com 12%.


O instituto também levantou intenções de voto para o Senado e quem aparece na frente é o deputado Romário (PSB/RJ), que se aliou a Lindbergh. Ele tem 29%, à frente de Cesar Maia, do DEM, que vem em seguida com 24%.


Dinâmica dos fluidos políticos no Rio de Janeiro: 

e Garotinho — Parte 4



As eleições de 94 e 98 têm uma nova característica em relação às anteriores. Brizola e Moreira, eleitos em 82, 86 e 90, intercaladamente, tinham referências familiares, como Jango e Amaral Peixoto. Mas a era da “política feita em casa” tinha chegado ao fim.

A ascensão de um Garotinho

Sendo bem realista, era difícil imaginar que alguém saído de Campos tornaria-se uma referência política no Rio de Janeiro. Nada contra a cidade. Mas a distância geográfica da capital é um problema para políticos que desejam alavancar suas carreiras para planos maiores. Até mesmo se este for de Niterói, a antiga capital, por exemplo.

Mais conhecido como Garotinho, Anthony William Matheus de Oliveira costuma dizer que mora na mesma casa até hoje. É radialista desde moleque, o que comprova sua habilidade ímpar falando na rádio e tevê. Não é exagero dizer que ele é uma dos maiores líderes dessa geração de políticos.

Aliás, o nome “Garotinho”, também atribuído ao locutor esportivo José Carlos Araújo, foi motivo de briga judicial entre os dois. Hoje ambos compartilham da mesma alcunha, mas o político tem mais projeção.
postdinamica4 brizola garotinho Dinâmica dos fluidos políticos no Rio de Janeiro: Brizola e Garotinho — Parte 4
Garotinho como secretário de agricultura no governo Brizola (1991-1994)
Em política não existe vácuo.
Todos sabemos que “em política não existe vácuo”. Depois de César Maia e Marcello Alencar saírem do PDT, ficou um vácuo no partido. Não precisa ser gênio para chegar a essa conclusão. Basta ver o cenário daquelas eleições. Brizola desejava vir candidato à presidência, mas precisava de um líder regional. Ou melhor: de um cara que fechasse com ele, pois as eleições presidenciais de 94 vinham aí! Era necessário manter uma base de apoio no governo fluminense.

Em 1989, Garotinho foi eleito para a prefeitura de Campos dos Goytacazes, o 2º maior município em território do RJ. Como citei na parte 3, os prefeitos de 88 em diante deram uma “sorte” danada, pois foram beneficiados pela nova constituição federal que refez as contas na distribuição de renda entre municípios, estados e federação. E com dinheiro, amigo, qualquer um vira Deus, nem que seja por 5 minutos. No caso dele, por 4 anos.

Campos é uma cidade canavieira. Ao lado de Conceição de Macabu, plantou cana-de-açúcar até dizer chega. Chegando lá, é possível ver a decadência canavieira com a visão de algumas usinas que foram fechadas. Mas, olha, se tem algo que aquele lugar tem é “sorte”. Eis que, no fundo do mar, encontraram algo que mudaria toda a cidade: o Petróleo!

E quem você acha que também se deu bem com isso tudo? Hein?

Terminado o mandato sendo considerado “o melhor prefeito do Brasil”, Garotinho foi alçado ao governo Leonel Brizola. O agora secretário da agricultura estava com a carta de recomendação assinada pelo “rei” para ser o próximo governador do Rio de Janeiro.

Primeiro teste: Garotinho vs. Marcello Alencar

No primeiro combate, Anthony veio pra batalha contra Marcello. Com um 2º mandato problemático, principalmente com o crescimento dos índices de violência no Rio, Brizola não deixou um bom legado para Garotinho se vangloriar no pleito.
postdinamica4 arrastao Dinâmica dos fluidos políticos no Rio de Janeiro: Brizola e Garotinho — Parte 4
Policial tentando desmobilizar arrastão na praia do Arpoador dando tiro para o alto. Essa foto é de 1993. Repare que o coro comia, amigo! Crédito: Agência O GLOBO.

Sejamos realistas: a porrada estancou no governo Brizola. Não que nos outros tenha sido diferente, diga-se de passagem. Mas é público que a polícia foi impedida de fazer suas incursões policiais, por conta do posicionamento do governador. Entretanto, o contexto que Brizola entrou em 82 estava bem diferente em 90. Segundo alguns especialistas em segurança pública, um fator foi determinante: a entrada das armas no tráfico de drogas. O armamento somado ao número crescente de jovens que nasceram nas décadas anteriores formou um exército, que deu origem ao atual “poder paralelo”.
Sarajevo é brincadeira. Aqui é o Rio de Janeiro! — Planet Hemp
Outro fator complicador aconteceu na véspera das eleições do 1º turno: um acidente de carro sofrido por Garotinho. Dizem que foi após esse evento que ele se converteu ao presbiterianismo, tornando-se evangélico.

Enfim, Garotinho perdeu para Marcello Alencar, que ficou com a rabuda pra resolver. Como sabemos, sem sucesso. Na verdade, as coisas só pioraram.
Por 4 anos, a dinastia brizolista teve um dissidente no poder.
postdinamica4 marcello alencar bancada Dinâmica dos fluidos políticos no Rio de Janeiro: Brizola e Garotinho — Parte 4
Marcello Alencar, governador do estado do Rio de Janeiro (1995-1998)

Segundo teste: Garotinho vs. César Maia

Voltando a ser prefeito de Campos em 1997, Garotinho saiu em 1998. Segundo ele, houve uma enquete para saber se a população campista aprovava ou não sua saída para disputar o estado. Ganhando o “SIM”, Anthony saiu em busca da vitória.

Enquanto isso, Brizola decaia ainda mais, agora como vice na chapa de Lula para as eleições presidenciais de 98. Só que a dupla concorrente era forte: Fernando Henrique e Plano Real. Resultado: porrada forte e derrota no 1º turno.
brizola lula garotinho Dinâmica dos fluidos políticos no Rio de Janeiro: Brizola e Garotinho — Parte 4
Garotinho, Lula e Brizola em cima de algum carro de som, na campanha para as eleições de 1998.
No Rio, a briga foi boa. César vinha de um mandato (1993-1996) onde elegeu seu poste, Luis Paulo Conde, como sucessor na prefeitura do Rio. Garotinho vinha de um segundo mandato em Campos e de um 2º lugar nas eleições de 1994.

César começou na frente, mas Garotinho o superou em pouco tempo. Abaixo, o gráfico da pesquisa Datafolha, com a evolução das campanhas. Foi uma eleição polarizada, ou seja, ficou entre os dois candidatos. Luiz Paulo Corrêa, poste e vice de Marcello Allencar, não saiu do fundo da tabela.

César foi a nocaute. Nas 3 eleições seguintes não tentou mais o governo do estado. Porém, se elegeu mais 2 vezes (2000 e 2004) à prefeitura carioca.
postdinamica4 campanha98 Dinâmica dos fluidos políticos no Rio de Janeiro: Brizola e Garotinho — Parte 4
Pesquisa DataFolha ao governo do Rio em 1998.

Marcello também saiu derrotado. Viu seu PSDB minguar no Rio. Nunca mais o partido conseguiu eleger um candidato a algum cargo de relevância dentro do estado. O nome mais forte do Partido da Social Democracia Brasileira estava contando as horas para entrar de cabeça no lado sinistro da força. Sim, Sérgio Cabral iria para o PMDB, se aliando à família Garotinho nas duas eleições seguintes.

Anthony estava consolidado. Nada nem ninguém era mais forte que ele. Sua soberba cresceu junto com sua popularidade, caindo no mesmo erro dos governadores fluminenses: a cobiça pelo Planalto.
Sendo opinativo, reafirmo: a cobiça pelo planalto é o maior defeito dos governadores do RJ.
Naquele cenário torpe da segurança pública no estado, inovações locais como o ISP (Instituto de Segurança Pública) e a Delegacia Legal deram a cara jovem que aquele governo buscava. Em um daqueles dias mais tensos, a população do morro da Mangueira foi protestar na rua em confronto com a polícia. No dia seguinte, Garotinho subiu o morro e foi conversar pessoalmente com o povo. Entrar na favela era cena raríssima entre políticos fora das eleições.

Atos públicos como esse somados às políticas do “1 real” deixaram o governador extremamente popular. Seu plano era claro: se candidatar a presidente da República. Assim como seu mestre, o Leonel.
rosinha romario ratinho Dinâmica dos fluidos políticos no Rio de Janeiro: Brizola e Garotinho — Parte 4
Ratinho, Rosinha Garotinho e Romário almoçando no Restaurante Popular a 1 real. Haja popularidade!

Enquanto Garotinho aproveitava o seu verão, Brizola amargava seus dias de inverno. A primeira “pá-de-cal” foi nas eleições para prefeito do Rio de Janeiro, em 2000, quando Brizola ficou em 4º lugar. Ele impôs sua candidatura ao PDT, a contragosto de Garotinho que tinha um acordo de apoio com sua vice-governadora, Benedita da Silva, que no mesmo pleito chegou em 3º lugar. Enfim, ambos perderam.

Garotinho, já com grande projeção nacional, deixou o PDT e migrou para o PSB (Partido Socialista Brasileiro). Em 2002, deixou Benedita com a granada na mão e partiu para sua tentativa presidencial.
postdinamica4 garotinho crivella Dinâmica dos fluidos políticos no Rio de Janeiro: Brizola e Garotinho — Parte 4
Garotinho, Rosinha e Crivella trocando uma ideia.

Ficou em terceiro lugar. Em compensação, viu o quadro eleitoral do Rio cortejá-lo como o novo monarca fluminense. Elegeu Rosinha, sua esposa, que nunca tinha sido nem vereadora na vida. De quebra, ainda apoiou Crivella, que levou a segunda vaga do senado federal pelo Rio, enterrando de vez a candidatura de Brizola, também ao senado. Foi a sua última eleição.

A partir daí, Garotinho seria determinante no calendário político do Brasil e do Rio de Janeiro. Sendo responsável, inclusive, pela vitória do próximo governador: o então senador, Sérgio Cabral.

(Extraido da Internet)

Ministerio Público apura maracutaia da grossa na Odebrecht e Petrobras

Posted by XICO DE PAULA | quinta-feira, 17 de julho de 2014 | Posted in


O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MP-RJ) denunciou à 27ª Vara Criminal da Capital o ex-diretor Internacional da Petrobras Jorge Luiz Zelada e o diretor de Contratos da Construtora Norberto Odebrecht (CNO), Marco Antonio Duran, por fraude em licitação. Segundo a ação, Zelada, com o auxílio de advogado, técnico e engenheiros da companhia, teria direcionado um processo licitatório da Área Internacional em favor da Odebrecht, resultando na contratação da empreiteira pelo valor de US$ 825.660.293,73 em setembro de 2010.

Outras sete pessoas também foram denunciadas, e o MP pede que elas percam seus empregos públicos. Segundo a Promotoria, a ação foi baseada no relatório de auditoria interna realizada pela própria Petrobras. De acordo com a denúncia, o ex-diretor violou o ato convocatório da licitação, determinando que a contratação dos serviços se desse de forma centralizada. Duas comissões foram criadas, de contratação e de licitação, onde seus integrantes assinavam atas sem tomarem ciência efetiva do teor de documentos e reuniões. A aprovação do projeto por Zelada se deu ainda sem as avaliações prévias obrigatórias dos comitês de gerentes gerais e de gerentes executivos da empresa.
Também foram denunciados Aluísio Teles Ferreira Filho (engenheiro da Petrobras), Venâncio Pessoa Igrejas Lopes Filho (advogado da Petrobras), Alexandre Penna Rodrigues (engenheiro da Petrobras), Ulisses Sobral Calile (técnico de inspeção de equipamentos transferido da Transpetro para a Petrobras exclusivamente para tomar parte na licitação), Sócrates José Fernandes Marques da Silva (engenheiro da Petrobras), João Augusto Rezende Henriques (ex-empregado da Petrobras) e Rodrigo Zambrotti Pinaud.
Se condenados, os acusados podem pegar até quatro anos de prisão. O MP-RJ também requereu a perda dos empregos públicos e pagamento de multa de 2% sobre o valor do contrato licitado.
Contraponto
Em nota, a Odebrecht disse desconhecer a denúncia apresentada pelo Ministério Público do Rio de Janeiro, bem como o relatório da auditoria interna realizada pela Petrobras. "O contrato foi resultado de licitação pública conquistado de forma legítima por menor preço, em total respeito à Lei. A Odebrecht nega veementemente as alegações imputadas à empresa, assim como ao seu diretor."

Festa da cidade: Claudia Leitte é uma das atrações da Exposição Agropecuária

Posted by XICO DE PAULA | | Posted in


A XXXV Exposição Agropecuária de Macaé, a festa mais esperada de nossa cidade, já está chegando! O evento, que marca o aniversário de 201 anos do município, terá shows de Thalles Roberto, Claudia Leitte, (foto) Capital Inicial e Zezé Di Camargo & Luciano, e também de artistas locais. A Exposição incluirá, ainda, leilão de gado, rodeio, mini-fazenda, tenda cultural e conexão à internet liberada. A festa no Parque de Exposições Latiff Mussi começa sexta-feira (25), às 16h, e vai até terça-feira (29), a partir das 8h, com atividades voltadas a todos os gostos e idades. A entrada é franca.


Na programação técnica da Secretaria de Agroeconomia os visitantes poderão prestigiar as exposições de Muares, Estadual de cavalo Campolina, Brasileira das Raças de Pôneis e Piquiras, das raças Nelore, Tabapuã, Ovelhas, Santa Inês e Dorper. Também haverá feira de artesanato, parque de diversões, estandes institucionais e de venda de máquinas agrícolas. Pôneis, carneiros, cabritos e aves vão atrair os olhares das crianças e adultos na Fazendinha. Outra atração é o leilão de pônei nacional no sábado (26), a partir das 20h. Já o concurso leiteiro local e o estadual do Gir leiteiro acontecerão de sexta a terça-feira, em dois horários: 8h e 20h.

Durante o evento, o projeto Equoterapia , da secretarias de Saúde e de Agroeconomia, estará de portas abertas para visitação. O tratamento é indicado às crianças com deficiência para desenvolver as áreas psicomotora e biopsicossocial em atividades lúdicas com cavalos.

Tenda Cultural - A Tenda Cultural é um espaço voltado a manifestações artísticas, culturais e oficinas. O local contará com programação diurna e noturna durante os cinco dias de festa. Estão confirmados espetáculos com a Cia Chirulico, Caravana da Alegria e Os Sombras, que apresentarão atividades como cortejo com palhaços músicos; perna-de-pau; cantigas de roda; camarim de tatuagens e tererê. Além disso, haverá a distribuição de 500 esculturas de balão; oficinas de pipas e animação infantil com jogos populares.

Peppa Pig para a criançada - A atração mais aguardada para o público infantil é o show da Peppa Pig, que vai acontecer no domingo (27), às 18h. No dia seguinte, a animação fica por conta da turma do Sítio do Pica Pau Amarelo, às 17h, seguido do show da Turma da Mônica, às 18h. A Tenda Cultural vai contar também com um palco gourmet, onde artistas locais farão dois shows no sábado, domingo e segunda-feira.

Infraestrutura - Durante a exposição, um posto de saúde funcionará para atendimentos de emergência. Os visitantes terão ainda uma praça de alimentação coberta com apresentações de grupos locais de música e teatro, além de amplo estacionamento. Agentes da Defesa Civil, Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros vão atuar durante todo o evento. A festa vai contar ainda com o Espaço do Samba, um projeto da Liga Independente das Entidades Carnavalescas de Macaé (Liecam).



Shows (a partir de 23h30)

Dia 25 - sexta-feira - Thalles Roberto, artista gospel

Dia 26 - sábado - Claudia Leitte

Dia 27 - domingo - Capital Inicial

Dia 28 - segunda-feira - Zezé Di Camargo & Luciano

Dia 29 - terça-feira - quatro bandas locais

Audiência pública discutiu sobre o terminal portuário em Macaé

Posted by XICO DE PAULA | | Posted in


Conforme estava previsto a audiência pública para discutir o impacto do Porto em Macaé, foi confirmada uma afluência extraordinária. O evento que foi realizado nesta quarta feira (16) no Centro de Convenções Jornalista Roberto Marinho, contou com a presença empresários, políticos, hoteleiros, figuras de projeção na área de petróleo, estudantes, ambientalistas e representas da sociedade civil. Cerca de 900 pessoas ocuparam o enorme salão onde  foram  realizados os debates. 

O tema da discussão versou sobre o impacto ambiental que o projeto poderá oferecer aos longos dos  próximos anos. O novo Porto que vai ocupar uma área de 9 mil metros quadrados, está localizado nas proximidades do Parque Nacional da Restinga de Jurubatiba, na praia de São José do Barreto.

O Projeto que não saiu dos gabinetes, está sendo elaborado para "socorrer" o mercado petrolífero e terá uma capacidade em atender 30 navios que operam na Bacia  de Campos.  Segundo os idealizadores do Porto, o Terminal de Imbetiba existente na cidade, não está mais atendendo as necessidades da Petrobras na região. Segundo fontes, operações do Porto na praia de São José do Barreto estão previstas para começarem em 2017.

Desde em que iniciou as discussões sobre o novo Porto, o assunto ficou divididos entre os  ambientalistas, moradores nativos da cidade, empresários do ramos de hotelaria, do comércio e até o poder público,  uma grande maioria tem demonstrado um forte interesse pela não construção da nova obra. Ao longo dos meses, os ambientalistas vem criticando a construção e usando nas redes sociais, fazendo  comentários que o novo Porto prejudicará dezenas de famílias e o meio ambiente. O movimento é regido com o respaldo da população nativa da cidade.

 Outra voz que faz coro contrário a erguimento da obra e tem desenvolvido um trabalho admirável ao lado dos ambientalistas  é da a professora Sandra Watt, figura de tradicional família  na cidade e possuidora de uma gama de admiradores.

As movimentações em torno do projeto ganharam dimensões muito além do que estava previsto. A quem diga que o desenrolar pró porto, foi transformado em um verdadeiro criadouro de celeuma e pequenos proprietários terrenos na região, estão em uma luta titânica para que o Porto  torne em  realidade.Tem muitos empresários de olho na colossal valorização dos imóveis. Uma pequena área próximo ao futuro  Porto, hoje não é adquirida por menos de 1 milhão de reias.

  Semanas que antecederam  a audiência no calçadão do centro comercial da cidade e até nos bairros periféricos, era normal deparar com várias pessoas recolhendo assinaturas a favor do porto. Além da coletas das assinaturas, existiu  a presença de carro de som e a distribuição de camisetas defendendo a obra. 


O renomado jornalista Martinho Santafé, diretor responsável da Revista "Visão Socioambiental", órgão de grande penetração em vários estados brasileiro, foi um dos primeiros a tecer comentários contrários a construção  do novo Porto. Na semana que passou o nobre jornalista comentou indignado sobre a postura dos idealizadores do novo Terminal Portuário, pela  exagerada campanha altamente maquiada com dados que não condiz com a realidade.

"Quem está financiando a campanha pró porto da Associação de Moradores do Lagomar? De onde vêm as informações falsas? Quais os interesses econômicos por trás dessa campanha manipuladora? Essas são perguntas para que a população de Macaé perceba do que são capazes os defensores desse "porto" de alegria dos ricos e tragédias para o povo.Você acredita que esse é um movimento espontâneo, legítimo? Grande ilusão: é o poder econômico que gira em torno dos interesses de meia dúzia que irão lucrar com o porto na costa da população da cidade carente de serviços públicos de qualidade para a vida das pessoas", disse Santafé. 


SERIA CÔMICO, SE NÃO FOSSE TRÁGICO!!!

(ou "A farsa da Audiência Pública do Tepor")


A segunda Audiência Pública do Terminal Portuário do Barreto (Tepor) foi marcada por atos de intimidação patrocinados pelos empreendedores, incapazes, no entanto, de esconder as falhas grosseiras e as omissões oportunistas do novo EIA/RIMA - uma sofisticada peça de ficção que deve ter custado milhares de reais, mas que não convence quem entende do assunto.

Aproveitando a justa revolta de uma população que aguarda há décadas, sem sucesso, por obras emergenciais de infraestrutura em seus bairros carentes - vítimas, em última instância, de um modelo de crescimento econômico excludente e preconceituoso que vigora em Macaé desde o advento da exploração do petróleo -, os empreendedores do Tepor parecem ter contratado uma claque furiosa que só não redundou na anulação da Audiência Pública pela absoluta falta de pulso (ou, talvez, excesso de cumplicidade?) do representante da CECA que coordenou o evento.

Na condição de minoria no meio de uma plateia atônita, porém atenta aos detalhes do espetáculo, um grupo de moradores dos bairros do entorno onde o Tepor quer ser instalado - se a licença for realmente concedida - foi instruido a fazer de tudo para impedir a livre manifestação dos que não apoiam a obra. Professores do NUPEM/UFRJ, que têm realizado trabalhos acadêmicos reconhecidos no mundo inteiro, foram ofendidos e até ameaçados por delinquentes infiltrados no meio de moradores legítimos.

Nas semanas que antecederam a Audiência Pública, os empreendedores e seus aliados promoveram uma campanha cerrada para convencer estes cidadãos excluiídos do "progresso macaense" de que o Tepor será o remédio capaz de curar todos os males que os afligem. Seria cômico, se não fosse trágico!!!

Se eles não têm água, o Tepor, em parceria com a Cedae, vai resolver. Se não existe área de lazer, o Tepor vai construir uma. Se o emprego está difícil, tudo bem, o Tepor, através do Projeto Porto Cidadão, vai abrir o mercado de trabalho para todos. A pesca vai acabar? Ora, o Tepor vai resolver o problema junto com os pescadores. E se a mobilidade urbana ampliar o caos em que se encontra? O Tepor buscará "parceria institucional" com a Prefeitura para que o trânsito flua melhor. Só não disse quem vai pagar a conta!

De repente, o Terminal Portuário do Barreto emerge no cenário macaense como aquelas pílulas antigas que curavam desde dor de cabeça a palpitações, cólica menstrual, furúnculo, enjôos, gonorréia e males da coluna. Pior ainda: se ele não for construído, Macaé corre o risco de se transformar em "cidade fantasma".

Como recomendava o saudoso e notável economista Celso Furtado, é preciso examinar o que está por trás desse discurso. E eu garanto que não é coisa que preste.


Sabe de nada, inocente!!!


N da R: O artigo publicado acima é de autoria do jornalista Martinho Santafé, divulgado na manhã desta quinta feira (17), nas redes sociais.


Fotos do  Parque Nacional da 
Reserva da Restinga de Jurubatiba - Macaé.
Jornalista Martinho Santa Fé




Gazeta do Litoral

Blog que cobre Macaé e Região

Seguidores

    Blog Archive