Durante toda manhã de ontem (28) dezenas de pessoas estiveram reunidos nos portões em ponta de Imbetiba, onde fica um anexo da Petrobras e pacificamente realizaram uma manifestação que deram nome "Fica Petrobras". A pequena chuva que caiu durante toda manhã na cidade, atrapalhou sensivelmente a manifestação. 

A desmobilização do setor da Petrobras começa a acontecer a partir do início do mês de maio. Em Porto de Açu, a empresa irá utilizar seis atracadouros que estão sendo construídos pela companhia Edson Chouest Offshore (ECO). O contrato foi assinado entre as empresas em abril ao custo de R$ 3 bilhões. Extra-oficialmente há informes de que a Petrobras estaria interessada em utilizar apenas três atracadouros, suficiente para atender a demanda excedente.

Dezenas de pessoas dos mais diferentes segmentos da cidade, temem pela transferência das atividades de logística da empresa no porto de Imbetiba para o de Açu, na cidade de São João da Barra. Os manifestantes temem que cresçam em Macaé o volume de desemprego. Somente este ano, a cidade contabilizou – segundo fontes do MT -  quase quatro mil postos de trabalho fechados, sendo que 50% foram no setor de serviço.

No ano que passou, Macaé registrou o fechamento de mais de doze mil empregos, principalmente no comércio e nos primeiros meses de 2016, já ocorreram quatro mil demissões em diversos segmentos de trabalho. O mais prejudicado foi sem dúvidas os foram proprietários de lojas, instalados no famoso calçadão da Rui Barbosa. Outro segmento que está temeroso é da construção civil em seguida o ramo imobiliário. Alguns postos de gasolina encontraram uma maneira para amenizar a situação, estão fazendo promoções nos derivados de petróleo nos fins de semana. 

Por outro lado,  em São João da Barra a estimativa é de que sejam abertas mais de 25 mil novas vagas de emprego com a ida da Petrobras e da Shell para porto de Açu.

A cidade de Búzios ganhou uma movimentação diferente no sábado que passou. Um evento-teste para a passagem da Tocha Olímpica, que ocorrerá no  dia 3  de maio, foi realizado na cidade sob os olhares de centenas de turistas e moradores do local. O trânsito ficou totalmente congestionado com o exercício, realizado com a presença de autoridades da equipe do Comitê Olímpico Brasileiro e autoridades do município. 
A solenidade e revezamento da Tocha Olímpica no Brasil, começa no dia 3 de maio, em Brasilia. O percurso inclui todas as capitais estaduais, em caminho traçado por mais de vinte mil quilômetros, envolvendo condutores. (foto:reprodução da internet)

 

As  eleições municipais desde ano em Macaé apresentará um elenco de jovens atores na disputa por uma vaga para uma das cadeiras na Câmara de Vereadores. São os chamados "sangue novo" da política. Entre os candidatos consta o nome do jovem empresário Vandré Guimarães, (foto) que até na semana que passou, exerceu com muito talento e determinação as funções de Secretário de Desenvolvimento Econômico na prefeitura local. 


Recentemente em entrevista em um dos jornais da cidade, Vandré falou da importância do processo eleitoral para Macaé, dentro da proposta do município em construir uma nova relação política em parceria com os governos estadual e federal. 

É um fervoroso defensor da criação do novo porto de mar na praia de São José do Barreto, um projeto de grande importância para Macaé e cidades vizinhas, que certamente vai superar os desafios relativos a infraestrutura na indústria petrolífera. 

Vandré Guimarães é filho de tradicional família no município. Nestes dois anos exerceu as funções de secretário de Desenvolvimento Econômico prefeitura de Macaé, com zelo e respeito pela coisa pública. Desempenho que foi reconhecido nos mais diferentes segmentos da cidade. 

É carismático e culto. Pretende na Câmara de Vereadores, lutar por uma total qualidade de vida da comunidade macaense. É um defensor do voto consciente.


Em Macae quem passava pela Rua da Praia na tarde desta sexta feira, (1) ficou um pouco assustado com a presença de viaturas e oficiais (foto) da Força de Segurança Nacional, em movimentaçao em frente ao predio da Prefeitura. Comentarios sobre a operaçao Lava Jato logo surgiram.

Mas tudo ficou na curiosidade e comentarios. A presença das autoridades da Força Nacional, foi para agendar junto ao prefeito de Macae, sobre as festividades de solenidade da centelha do  Fogo Simbolico que passara pela cidade nos proximos dias.  (foto: Xico de Paula)



O que está acontecendo com os servidores públicos do Estado do Rio de Janeiro é caso de polícia. Depois de os sucessivos governos assaltarem os cofres com todas as mãos possíveis e imagináveis - inimagináveis, dizem os corretos - sai o titular, doente e fragilizado, certamente, por ter se metido na maior enrascada de sua vida e entra um político experiente, experiente até demais no alto de seus quase 90 anos, para dizer que o governo não tem caixa, só tem dinheiro para os servidores do Judiciário e da Alerj, ou seja, aqueles que podem arruinar suas vidas. 

Ver dois gestores reconhecendo suas limitações e sendo obrigados a proteger, como sempre, os poderosos em detrimento dos que lidam direto com a população, caso de funcionários da Saúde, Educação, Segurança - não que os demais sejam pouco importantes -  é algo sem precedentes, uma página que nunca deveria ser esquecida.

 Em tempo: estes servidores estaduais farão como para cumprir com suas obrigações? E nós que devemos impostos como o IPVA, por exemplo, podemos pagar quando tivermos caixa?


A Comissão Própria de Avaliação (CPA) da Faculdade Salesiana Maria Auxiliadora (FSMA) comemora o sucesso do“Livro por Livro” e já pensa em novas edições do evento para este ano.


Durante quatro dias, a comunidade educativa - alunos, professores e funcionários em geral visitaram as estantes colocadas na praça de convivência do Bloco C. Ali, o público fez doações e retirou as obras literárias, promovendo, assim, uma troca. As obras que permaneceram nas estantes ao final do evento foram doadas.


- Achei essa iniciativa muito boa. Principalmente porque hoje em dia os meios mais usados para se adquirir informação são a internet e a TV. Com isso, as pessoas acabam fugindo um pouco dos livros. E nesse evento, além de informações, temos também a possibilidade de viajar no nosso mundo – afirmou Ian Neves – aluno do curso de Jornalismo.


Aprovado pelo público, o evento - que foi realizado de 23 a 26 de fevereiro, será repetido ao longo do ano letivo.


- A pedido dos alunos, resolvemos fazer duas edições por semestre. A ideia é que uma delas seja em abril, para comemorar o Dia do Livro – afirmou Natália Proença, membro da CPA e organizadora do evento.


Por: Simone Mendonça – Assessoria de Imprensa – ACS
Colaborou: Alysson Nogueira – CEPEM/FSMA
Fotografia: Paolla Itagiba / ACS
Quem está trocando de idade nesta quinta feira (25) é o estimado Rubem Almeida Pereira, (foto) figura querida, respeitada e possuidora de uma legião de admiradores em toda Macaé. Nossas homenagens especiais dedicamos nesta data a está figura carismática e querida dos macaenses. Rubem que é funcionário aposentado da antiga CEDAE, tem uma relevante folha de serviços prestados a comunidade da cidade. 


Foi vereador e presidente do Legislativo de Macaé. Como parlamentar sempre procurou implementar projetos na Casa do Povo que viesse beneficiar a população. Sua passagem pelo Legislativo de Macaé, ficou notabilizada quando entrou  em uma luta titânica no projeto que criou a lei dos royalties.


O Rubem é dessas pessoas que não nasceu para ficar parado...mesmo aposentado, continua servindo e orientando uma legião de pessoas que o procura. Há 6 anos criou o blog "Macaé em Pauta", que num estilo próprio, cria, divulga e leva para considerado número de internautas, a boa informação. O blog "Macaé em Pauta" criada pelas mãos talentosas do Rubem é uma ferramenta digital das mais acessadas na região. 



No momento atual que tanto se comenta sobre os royalties é bom lembrar que em  1983, Rubem que estava no comando  da Mesa Diretora do  Legislativo, criou uma Comissão no parlamento da cidade, constituída por Marilena Garcia Augusto Veloso de Assis, Alvair Silva Benjamin, Juarez Malheiros Chaloub e Ruiz Sergio Ribeiro Barbosa, que foi o início de uma luta que daria à vários municípios a oportunidade de receber parcelas dos royalties. Foi um projeto pioneiro. Nenhum município recebia royalties no país pelo petróleo extraído no mar. Foi uma  luta vitoriosa que começou em Macaé.


“Precisamos unir as forças vivas da nossa comunidade - empresários, clubes de serviço, sindicatos, imprensa e todas as entidades, para que possamos mostrar que até agora a Petrobras não trouxe lucros para a região que continua mais pobre”, disse Rubem Almeida Pereira, ao participar de um movimento nas escadaria da Assembléia Legislativa por ocasião em que um abaixo assinado seria encaminhado  ao então Senador Tancredo Neves.


Neste 25 de fevereiro de 2016, parabenizamos este ilustre filho de Macaé, que merece todo nosso carinho, respeito e admiração. Temos o orgulho de conviver com o amigo e irmão e de ter aprendido muito sobre a história de Macaé e cidades vizinhas. O Rubem é um ilustre macaense. É  uma biblioteca viva.



Que Deus o cubra de bênçãos e lhe conceda saúde para que continue a transmitir a sua sabedoria por longas datas. Parabéns...Rubem!

(foto que ilustra o texto: Rubem Filho ...e Rubem pai)



Na hospitaleira cidade de Quissamã, uma homenagem mais que merecedora foi o que aconteceu na noite de sábado (20). O querido quissamaense,  Luciano Silva, festejou ao lado de filhos, irmãos, sobrinhos e primas e primos, seus 85 anos de existência. 
O evento foi organizado pelos filhos José Rafael e Fatinha, ambos não mediram esforços para oferecer ao aniversariante e ilustres convidados uma recepção a altura dos 85 anos do estimado Luciano. Foi uma festa realizada em alto estilo. 
O querido aniversariante é pessoa por demais estimada na sociedade local, onde ao longo dos anos conquistou com simplicidade e respeito ao próximo, uma legião de amigos e admiradores. Luciano atualmente é aposentado. Exerceu por várias décadas as funções de escrivão do Cartório do Registro Civil, localizado no segundo distrito de Macaé. Parabéns ao ilustre aniversariante.
VEJAM AS FOTOS DO EVENTO:
Os irmãos Fernando - Luciano e Morvan.




Acompanhei os trabalhos das sessões do Legislativo de Macaé, durante 65 anos, mas nunca registrei cenas truculentas como iguais a de ontem. O episódio registrado na Câmara de Vereadores, na manhã de terça feira, (16) reflete  no enfraquecimento da democracia.


O vereador e Presidente Eduardo Cardoso, ao apelar na contra mão da democracia e respaldado em um Regimento Interno arcaico, que vem sendo copiado deste da criação da Câmara Municipal, determinou  que os seguranças da Casa intervisse na manifestação de um humilde servidor municipal, poderia muito bem partir para diplomacia....afinal todo aquele que fala a verdade, não merece castigo. 


Pelo que observamos não houve um ato de desacato da parte do jovem servidor, por conseguinte o Regimento da Casa, não foi depreciado. O que registramos foi um questionamento de um cidadão, que sofre na pele imperdoáveis mazelas ministrada pela governança municipal.


Oxalá que  cenas que tais atrocidades, não repitam jamais. No mais é como muito bem diz aquela velha frase. "Violência ...gera violência"

(foto: extraídas das redes sociais)


A cidade petrolífera de Macaé recebe nesta quinta feira, (18) a presença ilustre do jornalista Paulo Henrique Amorim, que na ocasião lançará o livro "O Quarto Poder".  O lançamento acontecerá na sede do Sindipetro-NF, localizado no centro da cidade. 

Jornalista com vasta experiência, com passagens pelos principais veículos de de comunicações do país, Paulo Henrique Amorim, trabalha  atualmente na rede Record de Televisão  e mantém o blog  "Conversa Afiada".  

Em " O Quarto Poder", com base  no seu testemunho e em anotações feitas durante 50 anos de carreira, Amorim reconta a história dos meios de comunicações no Brasil. Ele revela bastidores do poder e os interesses do império midiáticos do país, deste o período de Vargas  até a ascensão da Rede Globo na ditadura militar. 

O evento desta quinta feira em Macaé é organizado pelo Curso de Comunicação da Salesiana  em parceria com o Sindipetro-NF. Será aberto aos estudantes e sindicalizados. Interessados em participal devem mandar e-mail com nome e matrícula para eventos@sindipetronf.org.br. O ingresso será confirmado após recebimento da resposta. 
Pezão entrega à Alerj projeto que reduz dependência de royalties
Rio -  Pezão entrega à Alerj projeto que reduz dependência de royalties de petróleo.

Segundo governador, lei de Responsabilidade Fiscal tem objetivo de enfrentar déficit da Rioprevidência.

O governador Luiz Fernando Pezão entregou à Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj), o projeto de lei que cria a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) do Estado. Esta proposta tem o objetivo de reduzir a dependência dos royalties do petróleo e enfrentar o déficit do Rioprevidência. 

De acordo com o governo, esse conjunto de normas encontrado no projeto de lei é suficiente para gerar economia de R$ 13,5 bilhões ao ano para os cofres estaduais. A medida prevê, por exemplo, que Judiciário, Legislativo e Ministério Público serão responsáveis pelo recolhimento ao Rioprevidência de seus servidores. 

"Precisamos da ajuda de todos para fazer a travessia para sair da crise. É necessário levar esse debate à sociedade. Esse será o tom da negociação com a Assembleia. Caberá ao Parlamento determinar o período de transição para as novas regras", afirmou o governador.

A medida foi proposta após o governo perder duas vezes nos tribunais na semana passada. Na última quinta-feira, Pezão foi obrigado a pagar os salários atrasados dos servidores, sob uma multa de R$ 50 mil por cada dia de atraso.

No mesmo dia, o juiz Bruno Vinícius da Rós Bodart da Costa determinou o arresto de mais de R$ 265 milhões dos cofres do Estado do Rio para o pagamento do duodécimo constitucional. Pela decisão do magistrado, foram preservados valores da verba da Saúde, Educação e Segurança.

Já na sexta-feira, a Justiça determinou o sequestro de R$ 1,9 milhão das contas estaduais para o pagamento dos salários dos médicos contratados pelo Instituto Data Rio (IDR), organização social que administra dez Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) no Rio de Janeiro.
Craque Neymar e o pai envolvidos em fraudes Justiça quebra sigilo, e MP aponta pai de Neymar "mentor de fraudes".

Procuradoria revela novos detalhes da acusação contra o jogador, averiguado por falsidade ideológica e sonegação fiscal; juiz ainda não decidiu se receberá denúncia
A Justiça quebrou o sigilo da denúncia contra o atacante Neymar. 

Nesta terça-feira, o MPF (Ministério Público Federal) publicou um extenso comunicado em que aponta novos detalhes da investigação que envolve o atleta, o pai dele, Neymar da Silva Santos, o ex-presidente do Barcelona, Sandro Rosell, e o atual, Josep Maria Bartomeu.

O procurador-chefe Thiago Nobre Lacerda pede a condenação do quatro averiguados por falsidade ideológica e sonegação fiscal, crimes com penas de até cinco anos. A denúncia está com o juiz Mateus Castelo Branco, da 5ª Vara de Santos, que poderá recebê-la – transformando os personagens em réus – ou arquivá-la.

O MPF aponta o pai de Neymar como "principal mentor e articulador de uma série de fraudes" para o uso do direito de imagem do jogador, uma forma de driblar o fisco a pagar menos impostos – no caso, um desfalque superior a 50%.
Segundo a denúncia, o esquema utilizou três empresas da família de Neymar, a Neymar Sport e Marketing, a N&N Consultoria Esportiva e Empresarial, e a N&N Administração de Bens, Participações e Investimentos.

Foram mais de dois anos de investigação, com colaborações da Justiça da Espanha, que resultaram em mais de seis mil páginas contra Neymar.

A procuradoria afirma que as companhias não possuíam capacidade operacional condizente com a movimentação financeira. O volume de negócios, inclusive, é citado como um "obstáculo à sonegação".

O comunicado diz que a Neymar Sport e Marketing, detentora da imagem do atleta, optava por um regime tributário que permita impostos mais baixos. O valores de contratos futuros, porém, obrigariam a empresa a mudar a forma de taxação, já que eles ultrapassavam o limite permitido. 

Para evitar, a família de Neymar criou a N&N Administração de Bens para dividir a imagem do atacante e, desta forma, manter a taxação mais baixa.

A denúncia também mira a transferência do ídolo para o Barcelona, em 2013. Em um dos acordos, a N&N Consultoria foi contratada pelos espanhóis para observar novos talentos por 2 milhões de euros. Segundo a promotoria, o serviço, porém, se limitou a "meras compilações de notícias da internet a respeito de atletas, sem o nível de elaboração compatível com o preço cobrado".

Por fim, o MPF afirma que dirigentes do Santos na época da venda constam na denúncia como testemunhas, mas que ainda investiga a conduta e que novas denúncias poderão ser feitas.